Motivo ou engajamento

Muito se falou durante os tempos sobre a importância da motivação no ambiente de trabalho e como fazer para potencializar essa motivação nas pessoas. Mas nos últimos anos vem se intensificando a questão do engajamento no ambiente organizacional.

A verdade é que nem sabemos ainda como agir a respeito da motivação e já vem uma nova necessidade (coisa moderna…rs), que muda o foco da produtividade para o engajamento!

As duas coisas caminham juntas, mas são bem distintas uma da outra.

Enquanto a motivação deriva de fatores internos, intrínsecos do sujeito, o engajamento deriva de um sentimento externo de pertencimento.

Vamos ver melhor sobre isso?

A motivação está relacionada com “os motivos” que o sujeito tem para tomar determinada atitude ou não. Estão relacionadas com personalidade, objetivos e metas pessoais, características do sujeito em si. Ou você é motivado ou não é!

O engajamento se associa a sensação de pertencimento, ao sentimento de ter um objetivo e propósito maior. Bons lideres conseguem engajar a equipe, fazendo com que tenham direção e proposito dentro da atividade, cargos e papeis que ocupam no ambiente organizacional.

Assim sendo, muito friamente falando, a motivação não pode ser desenvolvida por uma pessoa externa, pois depende desse ajuste de personalidade do sujeito. Pessoas motivadas agem sem interesse, pelo simples prazer de fazer.

O que podemos fazer quanto à motivação é elucidar as vantagens de se ter certos comportamentos motivados e o sujeito, por escolha dele, acabar mudando de ideia quanto a esse aspecto. E ainda que isso ocorra, seria somente o primeiro passo. Visto que depois de aceitar que seria melhor mudar, o sujeito ainda vai percorrer um longo caminho até que essa característica realmente se torne intrínseca nele. Ou seja: mesmo que faça a opção pela mudança e decida ser mais motivado, vai percorrer um longo caminho para passar a ser mais otimista, animado e focado na ação.

Quanto a influência externa na motivação, somente 20% corresponde ao ambiente organizacional: salário, benefícios, relacionamentos, etc. E mesmo assim a durabilidade é bem pequena. Por isso que um aumento de salário, por exemplo, não justifica o aumento motivacional. Vai impactar positivamente por um tempo, mas depois deixa de influenciar.

Já o engajamento está relacionado com a direção e foco que deve ser dado pelo gestor, líder do sujeito. Ou seja: se ele não sabe para onde deve ir e não sabe o peso, a importância que a ação dele tem no “conjunto da obra”. E assim sendo não vai se sentir útil, animado, seguro para caminhar na direção que precisa.

Para se engajar precisa ter senso de significado naquilo que está fazendo, gerando um profundo envolvimento com o trabalho, uma forte conexão física, cognitiva e emocional com seu papel profissional.

E você? Tem dado a “razão de existência” para sua equipe? Vamos pensar sobre isso essa semana?

Uma ótima semana para todas!

 

05/11/2018

0 responses on "Motivo ou engajamento"

    Leave a Message

    Desenvolvido por IAPRENDI®. Todos os direitos reservados.
    error: Content is protected !!
    WhatsApp chat
    X